As Invasões Francesas A dos Cunhados | Praia de Santa Cruz | História
Torres Vedras - Portugal
     
   
  Como Chegar  
  Região do Oeste  
  Torres Vedras  
  As Freguesias  
   
  A Costa e o Litoral  
  As Praias  
   
  Passeios  
  Desporto  
   
  História e Estórias  
  O Património  
  A Etnografia  
  A Gastronomia  
  A Religião  
  Galeria de Notáveis  
   
  A Visitar  
  Eventos Culturais  
  Eventos Desportivos  
  Eventos Populares  
  Album de Fotografias  
  Galeria de Arte  
  Associações/Colectividades  
   
  Onde Dormir  
  Onde Comer  
  Onde Comprar: Artigos  
  Onde Comprar: Serviços  
  Biz - Empresas & Negócios  
   
  Mapas  
  Telefones Úteis  
  Previsão das Marés  
  Estado do Tempo  
     
     

 

 

 

Cultura & Etnografia - História e Estórias - As Invasões Francesas

As Invasões Francesas (1807-1811)

Os Reflexos em A dos Cunhados

A própria povoação de A dos Cunhados não ficou arredada de todos estes acontecimentos, já que a sua proximidade com o local da batalha terá, inevitavelmente, provocado a passagem de tropas pela sua vizinhança. Crê-se mesmo que algumas terão parado no seu largo principal, a aceitarmos como verídica a informação de uma tabuleta inicialmente aí colocada, onde constam os seguintes versos:

Neste lugar dos Cunhados
Com grande prazer e gosto
Foi o príncipe aclamado
Em dezanove de Agosto.

Mil oitocentos e oito
Era o ano que corria
Sacudiu-se o jugo francês
Restaurou-se a monarquia.

Segundo Pedro Garcia Anacleto «esta tabuleta esteve afixada num poste do largo de A dos Cunhados, durante alguns dias, local onde as tropas pararam antes da batalha». No entanto, tal paragem das tropas anglo-portuguesas no largo de A dos Cunhados antes da batalha parece-nos pouco credível face ao itinerário das forças comandadas por Wellesley entre a batalha da Roliça, ocorrida a 17 de Agosto, e a sua fixação no Vimeiro, a 20 do mesmo mês.

Contudo, é possível que grupos de soldados tenham passado pelo largo ao tentarem recolher informações sobre a movimentação das tropas francesas que, nessa data, já se encontravam em Torres Vedras, reunidas com o que restava das forças derrotadas na Roliça e que a população, ao avistá-los e entusiasmada com a sua presença, tenha aclamado o Príncipe Regente (o futuro D. João VI), fixando por escrito, mais tarde, a memória de tal evento. Por seu lado, as populações residentes nos casais situados na zona oriental e sudeste da freguesia testemunharam certamente a passagem das tropas francesas por Paio Correia, seguindo a estrada da Carrasqueira em direcção ao Vimeiro, bem como o seu regresso a Torres Vedras.

Não nos restam notícias sobre os ecos registados em A dos Cunhados dos posteriores confrontos com as forças napoleónicas decorrentes da segunda e terceira invasões (1809-1811). Contudo, é provável que também os habitantes da freguesia tivessem sido envolvidos no esforço que representou a construção da estrutura defensiva das "Linhas de Torres". Sabe-se, com efeito, que se fizeram, nessa ocasião, requisições de trabalhadores do concelho, mas, infelizmente, não se descriminam as localidades que tiveram de contribuir para tal. Por outro lado, os habitantes da freguesia devem ter testemunhado de perto a fuga de gente a caminho de Lisboa, aquando da ameaça do avanço das tropas de Massena em 1810, e a delapidação das culturas e do espólio de muitas igrejas, incluindo o templo vizinho do Ramalhal.

Desconhece-se, contudo, a ocorrência de quaisquer destas depredações em A dos Cunhados.

 


 

Texto: Maria Natália da Silva - João Luís Inglês Fontes
Fotografias: MMTV
Publicado em 18-Mai-2007
Actualizado em

Para obter mais informações contacte-nos

 

 
Tabuleta com versos sobre a passagem de tropas anglo-lusas por A dos Cunhados em 1808
     
   
   
  Igreja da Santa Cruz  
  Capela de Santa Helena  
  Ruínas do Convento Velho  
  Igreja Nossa Senhora da Luz  
     
   
   
  Veneração Sta Helena  
  Ermida Sta Helena  
  A Imagem a Santa Helena  
  Santa Cruz de Ribamar  
  Um Lugar Encantado  
  Desenvolvimento Urbano  
  Destino de Veraneio  
  Vivência Estância Balnear  
  Massificação do Turismo  
   
  O Porto de St Denis  
   
  Igreja Nossa Sra da Luz  
  A Batalha do Vimeiro  
   
  Convento NSra Assunção  
  Ruínas do Convento Velho  
     

 

 

 

Copyright © 2005-07 Belenus, Lda