Kazuo Dan Biografia | Praia de Santa Cruz
Torres Vedras - Portugal
     
   
  Como Chegar  
  Região do Oeste  
  Torres Vedras  
  As Freguesias  
   
  A Costa e o Litoral  
  As Praias  
   
  Passeios  
  Desporto  
   
  História e Estórias  
  O Património  
  A Etnografia  
  A Gastronomia  
  A Religião  
  Galeria de Notáveis  
   
  A Visitar  
  Eventos Culturais  
  Eventos Desportivos  
  Eventos Populares  
  Album de Fotografias  
  Galeria de Arte  
  Associações/Colectividades  
   
  Onde Dormir  
  Onde Comer  
  Onde Comprar: Artigos  
  Onde Comprar: Serviços  
  Biz - Empresas & Negócios  
   
  Mapas  
  Telefones Úteis  
  Previsão das Marés  
  Estado do Tempo  
     
     

 

 

 

Cultura & Etnografia - Galeria de Notáveis - Biografia de Kazuo Dan

Biografia de Kazuo Dan

Kazuo Dan, um dos mais populares escritores japoneses do período do pós-guerra, nasceu na província de Yamanashi, no dia 3 de Fevereiro de 1912, quando o seu pai aí trabalhava como engenheiro num laboratório nacional.

Os Dans são uma família oriunda de uma cidade de Kyushu, ilha a que aportaram os portugueses, os primeiros europeus a visitar o Japão.

As frequentes mudanças de local de trabalho de seu pai, obrigaram-no a viver com os avós em Yanagawa, a partir dos seis anos. Aos nove anos, os pais de Kazuo Dan divorciaram-se, facto que influenciou decisivamente o seu carácter.

Seguidamente, passou a viver com o pai na província de Tochigi. A vida solitária que experimentou, era apenas mitigada pelos passeios por montes e campos. A sua solidão encontra na natureza um verdadeiro abrigo e consolação.

Mas a visita à terra dos avós, três vezes por ano, e o contacto com a gente de Yanagawa que era extremamente comunicativa, permitiram-lhe atenuar a solidão e encontrar o equilíbrio espiritual. Pode-se por isso dizer que o seu carácter comunicativo e hospitaleiro foi resultado deste contacto aberto com o ambiente de Yanagawa.

Desde criança, Kazuo Dan manifesta interesse pela leitura e escrita. Aos dezasseis anos, no Liceu de Fukuoka, Dan inicia as suas actividades literárias publicando poemas, romances e peças de teatro numa revista da escola, tendo uma das suas novelas, intitulada "Uma falha de uma família", sido premiada no concurso escolar.

Em 1932 ingressa na Universidade de Tokyo, a mais prestigiosa instituição universitária no Japão. Tencionava inicialmente estudar alemão na Universidade de Kyoto, mas as palavras de seu pai: "Então não és capaz de entrar na Universidade de Tokyo" levaram-no a escolher esta Universidade. Na Universidade, porém, em vez de se dedicar ao estudo de Economia, em que se formou, passou os anos a ler romances e a escrever nos círculos literários de Tokyo. A obra inédita "O carácter desta família ", que publicou na revista Shinjin, recebeu críticas elogiosas de um jornal nacional, facto que o lançou na carreira de escritor.

Concluída a sua formatura, entrega-se inteiramente à escrita, tendo ganho o prémio literário Nona em 1944, precisamente quando se encontrava na China, em plena guerra, como correspondente de um jornal. Regressando ao Japão no fim da guerra do Pacífico, casa-se com Yosoko, em Yanagawa.

A sua nova vida parece identificar-se com a do Japão democrático. Kazuo Dan muda-se para Tokyo, onde recomeça as suas actividades literárias. Em 1951 ganha o prestigioso prémio literário Naoky, e no mesmo ano parte para o Antártico numa frota baleeira.

Enquanto publicava romances e escrevia poesias em revistas e jornais, viajou no Japão, e no estrangeirro, tendo visitado a Europa, os Estados Unidos da América, a China, Rússia, Austrália e Nova Zelândia. Em 1970, aos cinquenta e oito anos, visita Portugal, passando a viver em Santa Cruz, onde ficou durante mais de um ano. Em Santa Cruz fez muitas amizades com os habitantes da aldeia, aprendeu português, escreveu poesias e aproveitou a sua estadia em Portugal para viajar pela Suiça, Austria, Alemanha, Espanha e Marrocos.

Em 2 de Fevereiro de 1972, na véspera de completar sessenta anos, regressa ao Japão e passa a dirigir a revista literária "Poli teia ". No entanto, durante uma viagem pela Coreia e Formosa, sentiu-se doente do fígado. Cansado da vida buliçosa de Tokyo, decidiu retirar-se para uma pequena ilha de Kyushu, perto da sua terra natal.

Tencionava começar uma nova vida e abster-se do vinho de que tanto gostava, mas já era tarde pois, um dia de Junho de 1975, atacado por uma dor aguda nas costas, foi internado no Hospital Universitário de Kyushu. Embora nunca ninguém lhe tivesse dito, parece quejá sabia que sofria de cancro. Restava-lhe pouco tempo para acabar a obra da sua vida que iniciara vinte anos atrás e cuja última peça tinha começado a escrever em Santa Cruz. Apesar do seu sofrimento, ditou durante dez dias o romance, tendo finalmente conseguido completar assim, a 16 de Agosto, a obra da sua vida propriamente dita, intitulada "O Homem das Paixões".

A situação agravou-se: o cancro alastrou para a espinal medula e os seus membros inferiores ficaram paralizados.

E finalmente expirou o último suspiro no dia 2 de Janeiro de 1976 com a idade de 63 anos. Sem conseguir realizar o seu anseio de rever Santa Cruz que tanto amava.

 

Sabia que ...

 

Em 2 de Janeiro de 1992, no lado norte do largo da Capela de Santa Cruz, foi construído um monumento em homenagem ao poeta de origem Japonesa Kazuo Dan...

 

 

Texto: Brochura em "Homenagem ao Prof. Kazuo Dan" editada pela Câmara Municipal de Torres Vedras em 29 de Março de 1992
Fotografias: Artur Henriques e CMTV
Publicado em: 22-Out-2006

Para obter mais informações envie-nos um email

 

 
Retrato de Kazuo Dan
 
     
   
  Antero de Quental  
  João de Barros  
  Kazuo Dan  
  Joaquim Agostinho  
   
  Fotos Antigas Santa Cruz  
  Fotos 1ª metade Séc. XX  
  Postais Antigos  
     

 

 
Casa em Santa Cruz onde viveu Kazuo Dan
Monumento na Ilha de Nokonoshima - Japão
Copyright © 2005-06 Belenus, Lda